“PRAZER EM COMER” vs “ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL”

Pessoas!!!!

A Mari, minha nutri querida, vai escrever um pouco aqui para nós para dividir a teoria dela e dar algumas diquinhas para quem está em busca de uma alimentação e um estilo de vida mais saudável. Demais né?
Pois bem, o primeiro texto é sobre o prazer de comer versus a alimentação saudável. Tenho certeza que vocês vão amar.

E para quem quiser se consultar com ela, eu vou deixar os contatos aqui:
Mariana Fontana
consultório: (011) 3123-8482
email: [email protected]

Beijinhos e boa leitura!

 

“PRAZER EM COMER” vs “ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL”

A maioria das pessoas pensa que precisa escolher um “time”: o das que comem comidas gostosas OU o das que se sacrificam para emagrecer / manter a forma/ ser saudáveis.

Ser magro, estar em forma, ser sarado, são tidos (erroneamente) como sinônimos de saúde. Se seguirmos essa linha equivocada, é fácil cair na armadilha de pensar que temos que escolher entre ter saúde ou ter prazer em comer, afinal as coisas que mais engordam, são aquelas mais gostosas, então para se ter saúde não podemos comer esses alimentos.

Será?

No senso comum, as comidas gostosas seriam as “ruins para a saúde” e as comidas não gostosas, sem graça, seriam as “boas para saúde”.

Só é possível discutir essa linha de pensamento se antes soubermos o que é saúde: de acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS), “ter saúde” não é simplesmente não ter doenças, é um “estado de completo bem-estar físico, mental e social (…)”.

A partir daí já conseguimos identificar que mesmo que você coma o alimento mais nutritivo de todos, não vai conseguir ter uma alimentação que promova completamente a saúde, já que os nutrientes por sí só (carboidratos, proteínas, lipídeos, vitaminas e minerais) supre as suas necessidades físicas, somente. Vocês já pensaram no motivo pelo qual há tantas variedades de alimentos em termos de cores, sabores, aromas, texturas? Será que eles devem ser somente fonte de nutrientes?

Tenho certeza que a resposta é NÃO!!! Comer saudável é, sim, ter nutrientes importantes para o bom funcionamento do nosso organismo, claro, mas também é ter prazer naquilo que comemos, experimentamos.

Por que não nutrir o nosso metabolismo e a nossa alma? Sim, isso é possível!

Então que tal se permitir comer também um delicioso chocolate e achar que isso não torna sua alimentação menos saudável?

Pode ser que seja exatamente o contrário.

Mariana Fontana – Nutricionista

Gostou? você pode compartilhar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Gostei muito do que a Mariana escreveu. Sensata. Concordo 100% com ela. A vida pode ser muito mais prazerosa se comermos, além do que nos faz bem, o que gostamos – sem exageros! Aliás, essa é uma máxima na vida: TUDO (QUASE!!!) SEM EXAGERO!

  2. Muito bom!
    Às vezes ficamos tão fixadas em emagrecer, e mudamos radicalmente nossa alimentação, esquecendo da saúde e de nosso bem-estar. Acho muito ter uma boa profissional que nos oriente para podermos conciliar vida saudável, bem-estar e auto-estima. Parabéns doutora Mariana. E obrigada pela indicação, Lu!

  3. Aiiiii fiquei tão feliz com este texto… Eu vejo tantas pessoas com a alimentação saudável que eu penso que eu preciso ser 100% assim!!! E onde fica o meu prazer em comer um chocolate? Tomar uma caipirinha?! Eu seria muito triste se eu tirasse todo o prazer em comer.
    Bjos

  4. Olá Mariana, que bom!!! vai ser ótimo ter dicas nutri pra gente… Seja bem vinda!

    Mari, traz pra gente uma receita de géleia de morango light!

    Obrrigada, beijos!